O tempo é ouro!... e por isso eu agradeço a todos, Amigos e Leitores, por dividirem o vosso aqui comigo. E acrescento um pensamento do meu Livro - O ouro é como o amor; mata quem o guarda e vivifica quem o dá. (Gibran Khalil Gibran)
CapaCapa
TextosTextos
ÁudiosÁudios
E-booksE-books
FotosFotos
PerfilPerfil
Livros à VendaLivros à Venda
Livro de VisitasLivro de Visitas
LinksLinks
Silvino Potêncio - Emigrante Transmontano em Natal
Escrevemos hoje as nossas alegrias para aliviar as dores de um passado já distante!(SilvinoPotêncio)
Textos



De: Silvino Potêncio: Crônicas da Emigração!, Premonições e Discursos Políticos em “P” de Portugal.
 

Citação temática: Eu daria tudo o que sei, para saber metade do que não sei! (René Descartes)

"Premonições; Provérbios Portugueses Para Politicos Publicarem, Prevaricarem, Palrarem, Postularem Publicamente Para Papalvos Populares Poderem Participar Perigosamente Pelo Pobre Portugal Paneuropeu Poder Pretéritamente Pertencer Permanentemente Prostrado Perante Parlamento Pestilento, Pobre Portugal”…
O Trado!... é uma forma do verbo “tradar” ou melhor dizendo em linguagem carismática, tradar é o acto de usar o trado como ferramenta para furar alguma coisa material ou inmaterial.
Em Politica se pronuncia assim: eu trado, tu tradas, ele trada, “Nóstradamus”!... e… por falar neste “mito” da Idade Média, vamos “tradar” aqui um pouco da obra literária desse Profeta Profissional Político Psitomácico Premonitório de possíveis furacões nas vidas de todos nós hoje em dia!
A Igreja Romana está moralmente enfraquecida, e cujo poder económico apesar de fortíssimo pode perder para o poder social, espalhado pelas redes mundiais aleatóriamente, na velocidade ultrasónica sem origem e sem destino! ou… como soe dizer-se: sem Rey nem Roque!
Vale lembrar que tudo isto já foi devidamente mencionado no Livro III da Centúria numero 62 do Mítico Nostradamus:
 Texto original:
A Carcassoonne conduire ses menées,
Romain pouvoir sera du tous à bas,
Proche del Duero par mer Cyrrene close,
Viendra percer les grands Monts Pyrenées…
 
Por outras palavras:
A Carcassonne seus ardis levará,
Já que o Romano Poder abaixo virá;
Junto ao Duero, por mar, murada cirene,
Romperão os Altos Montes Pirinéus!
Porém a premonição não termina aqui: em análise ao estado da Europa de hoje,  os adeptos da teoria do “Trado” acrescentam o seguinte:
A Igreja Romana, cujo poder estará completamente enfraquecido, levará suas manobras políticas até Carcassone; perto de Duero desembarcarão os Líbios, que atravessarão os Pirenéus , entrando na França.  A história parece repetir-se, os Árabes invadirão a Europa, desta vez através da Península Ibérica, e atravessarão os Pirenéus, justamente do mesmo modo como em 732 DC, foram derrotados em Poitiers  por Carlos Martel.
Na Centúria 52 – Livro V se preconizou também isto:
Un Roy fera qui donra l’opposite,
Les exilez eslevés sur le regne:
De sang nager la gent cast hippolite,
Et florirá long temps sopus telle enseigne.
Por outras palavras:
Um Rei fará com que se dê o oposto,
Os exilados subirão ao reino;
Casta hipólita em sangue nadará,
E longo tempo assim florirá…
Finalmente aparecerá um Chefe que se oporá aos princípios democráticos, e colocará no poder os exilados: as pessoas da Casta Hipólita, isto é, os revolucionários com tendências a romperem as correntes, submergirão no sangue, e por longo tempo a vida florescerá sob tal signo!
 
O Livro V da Centúria 55 diz aquilo que já se vê hoje 13 Séculos depois:
 
De la Felice Arabie contrade,
Naistra puissant le loy Mohametique,
Vexer L”Espaigne, conquester la Granade,
Et plus par mer à la gent Ligustique.
Por outras palavras:
No território da Arábia Feliz,
Nascerá poderoso Mahometano,
Submetidas serão Granda e Espanha,
E a gente de Ligura pelo mar.
Tal como na Idade Média,e além do mais,  pelos prenúncios que já observamos, os Árabes invadirão a Europa através da Espanha e isso se deverá a uma grande figura de homem Muçulmano que conseguirá subjugar também a Ligúria
Encerro a crônica com um “dichote” típicamente místico desde o tempo dos Celtas e dos Ibéricos: “yo no lo creo en brujas, pero qué ellas existen, és berdad…”
Nota de Rodapé:
O crédito nas premonições de Nostradamus aumentou exponencialmente depois da Morte do Rei Henrique II em um “duelo”, facto que tinha sido predito por ele anos antes. Reis e Principes, homens ricos lhe cobriram de glórias e honrarias o que fez com que a sua fama se estendeu até aos dias contemporâneos de Gohethe que o entronizou como se um Deus ele tivesse sido. A última premonição foi a previsão da sua própria morte!    
 
Silvino Potêncio
Enviado por Silvino Potêncio em 09/03/2019
Alterado em 09/03/2019
Copyright © 2019. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários